Pavimento Permeável

06/06/2016


Pavimento permeável

Sistema revestido com peças intertravadas de concreto poroso promovem a infiltração da água


Foto: Daniel Beneventi

Pavimentos permeáveis reduzem o escoamento superficial e, ao mesmo tempo, retardam a chegada da água ao subleito, reduzindo a erosão. Podem ser usados como via para pedestres, estacionamentos e vias de tráfego leve de veículos. A camada de revestimento dos sistemas permeáveis à base de cimento pode ser feita tanto com peças pré-moldadas, mais utilizadas, quanto com concreto poroso moldado in loco.

1 Projeto
A área de contribuição de água para o trecho pavimentado não pode exceder em cinco vezes a área do pavimento. Para o dimensionamento do sistema devem ser levantados os dados de precipitação, de tráfego e do subleito. O tipo de solo, a capacidade de suporte e o coeficiente de permeabilidade são usados para dimensionar as camadas de base (base e sub-base). São necessários dois dimensionamentos: mecânico, que trata da carga à qual será submetido o sistema; e hidráulico, que mensura o volume de água a ser recebido e define os níveis de infiltração - total (toda a água da chuva é direcionada para o subleito), parcial (são instalados tubos de drenagem como complemento) ou sem infiltração, em que um tubo de drenagem e uma manta impermeável direcionam a água para um sistema de drenagem auxiliar.


Infiltração totalInfiltração parcialsem infiltração

2 Base e sub-base
Para a base e sub-base utiliza-se brita lavada. É necessário um Índice de Suporte Califórnia (CBR) de pelo menos 80%. A capacidade de reserva de água da base e da sub-base vai depender do índice de vazios do agregado - que deve ser de, no mínimo, 32%.

3 Camada de assentamento e rejunte
A camada de assentamento (espessura de 50 mm) serve de superfície uniforme para as peças de concreto pré-moldadas. Para ela deve ser usado agregado graúdo com dimensão máxima de 9,5 mm. O mesmo agregado, ou agregado mais fino, é indicado ao rejunte.

4 Revestimento
As peças pré-moldadas de concreto que possuem relação comprimento/ espessura menor que 4 são apropriadas para tráfego de veículos e são utilizadas no pavimento intertravado permeável. Um revestimento com maior permeabilidade utiliza peças de concreto poroso.

5 Sequência executiva

Preparação do subleito
O subleito pode ser preparado com solo local ou solo de empréstimo, devendo apresentar Índice de Suporte Califórnia (CBR) maior que 2% e expansão volumétrica menor ou igual a 2%. Toda a camada de subleito deve estar limpa.

Manta geotêxtil e tubo de drenagem
Quando for especificado em projeto, são instalados manta geotêxtil não tecido e tubos de drenagem. A manta deve ser posicionada logo acima do subleito, com sobra nas laterais de 0,3 m a 0,6 m.

Camadas de sub-base e base
A sub-base é espalhada em camadas de 100 mm a 150 mm e compactada usando uma placa vibratória ou um rolo compactador. Já a base tem espessura fixa de 100 mm e pode ser executada em uma única camada compactada com placa vibratória ou rolo compactador.

Assentamento das peças
Devem ser posicionadas contenções laterais (guias das calçadas ou apoios provisórios) que garantam a estabilidade horizontal do sistema. O agregado para a camada de assentamento deve ser espalhado uniformemente para, após compactação, ter espessura de 50 mm. O material é nivelado manualmente por meio de régua metálica. O assentamento das peças pode ser manual ou mecanizado. A primeira fiada deve ser assentada de acordo com o padrão estabelecido no projeto, respeitando-se o esquadro e o alinhamento.

Rejuntamento e compactação
Após assentar as peças, o material para rejuntamento é espalhado seco e deve formar uma camada fina e uniforme. Executa-se, então, a varrição do material até que as juntas sejam preenchidas a 5 mm do topo das peças. A compactação deve ser feita com placas vibratórias.

Manutenção e normas
Os sedimentos que se acumulam no pavimento permeável tendem a diminuir sua capacidade de infiltração com o tempo. Segundo a ABCP, em dez anos o pavimento pode ter uma redução de 90% em sua capacidade. Recomenda-se substituir o material de rejuntamento e fazer limpeza anual com equipamento de aspiração. Entre as normas mais importantes para um sistema de pavimento impermeável, estão a NBR 9.895 (Solo - Índice de Suporte Califórnia - Método de Ensaio), a NBR 13.292 (Solo - Determinação do Coeficiente de Permeabilidade de Solos Granulares à Carga Constante - Método de Ensaio), a NBR 14.545 (Solo - Determinação do Coeficiente de Permeabilidade de Solos Argilosos a Carga Variável) e a NBR 9.781 (Peças de Concreto para Pavimentação - Especificação).

Fonte: Associação Brasileira de Cimento Portland (ABCP).
















Notícias Anteriores


Aplicativo ajuda população a preservar nascentes de rios
Programa monitorará recuperação da bacia do Rio Doce
Cientistas transformam CO2 do ar em fibras de carbono
Joinville tem 31,5% de Cobertura de Rede de Esgoto e está Abaixo da Média Nacional
Coprocessamento Aproveita Diferentes Tipos de Resíduos
A Administração das Águas
Pavimento Permeável
O Governo admite dificuldade em cumprir meta de saneamento
Blumenau, Floripa e Joinville têm muito a avançar em saneamento
Saneamento é desafio para governos e oportunidade para setor privado

Página: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24


Rua Santos Saraiva, 840 - salas 402/404 - Estreito - Florianópolis/SC - CEP: 88070-100 - Fone: (48) 3225-6074